UEMA realiza I Workshop de Inovação

inova1A Universidade Estadual do Maranhão, por meio da Pró-Reitoria de Planejamento (Proplan), e com o apoio da Pró-Reitoria de Pesquisa e PósGraduação (PPG) e Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis (Proexae), realizou nesta última sexta-feira (18), o I Workshop de Inovação da UEMA, com o tema “Aberturas do marco legal da Ciência, Tecnologia e Inovação para a captação de recursos”.

O evento debateu através de mesas e oficinas, o atual contexto econômico-financeiro das universidades brasileiras, o valor da inovação para as pesquisas aplicadas e prestações de serviço da UEMA além de apresentar possibilidades, métodos e estratégias para o desenvolvimento de projetos autofinanciáveis.
Durante a abertura do Workshop, o reitor da UEMA, Gustavo Pereira da Costa tratou do tema “A UEMA: Autonomia e financiamento”, onde falou sobre a representatividade da autonomia para a gestão institucional, dos modelos de financiamentos e da importância da captação de recursos.

inova3“Um dos propósitos deste Workshop é apresentar o novo, pois o modelo atual de captação de recursos, em que a Universidade depende unicamente do orçamento do estado é um modelo esgotado. Há uma necessidade de compensarmos melhor esse balanço de orçamento. O ideal para uma universidade do porte da UEMA seria que parte desses recursos fosse oriundos de fontes de captação. Acredito na nossa capacidade institucional e espero que a partir desse evento essa discussão faça parte do nosso cotidiano e incorporada no nosso fazer acadêmico”, ressaltou o Gustavo reitor.

Com o tema “Ciência, Tecnologia e Inovação”, a primeira rodada de diálogos do evento foi coordenada pelo Pró-Reitor de Extensão e Assuntos Estudantis, Porfírio Candanedo Guerra e com a participação do Secretário de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Eronildo Braga Bezerra e do Coordenador de Incentivo ao Desenvolvimento Tecnológico do MCTI, Aristeu Gomes Tininis.

O secretário falou sobre as principais ações da Secretaria de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (SETEC/MCTI), de arranjos tecnológicos, redes de pesquisa, inovações e infraestrutura tecnológicas e da captação de recursos institucionais atraves de incentivos fiscais para as empresas. “A Universidade precisa interlocutar com a empresa e a empresa com a universidade, porque uma tem conhecimento e experiência e precisa ampliar sua rede de captação de recursos e a outra tem a necessidade de vender seu negócio, de produzir mais. Essa parceria que queremos estimular e instigar nos gestores aqui presentes”, afirmou Eronildo Bezerra.

O coordenador do MCTI apresentou o novo marco legal da Ciência, Tecnologia e Inovação, que regulou a relação entre universidades e empresas, reduzindo burocracias e incentivando mais estímulos ao desenvolvimento científico, à pesquisa, à capacitação científica e tecnológica e à inovação. Aristeu Gomes falou as alterações na lei, explicou como prospectar parcerias e como funciona a lei nº11.196, conhecida como Lei do Bem, que permite o uso de incentivos fiscais pelas empresas que operam no regime de lucro real e realizem pesquisa e desenvolvimento.

inova2A segunda mesa da manhã, que teve como tema “A inovação na UEMA”, foi coordenada pelo assistente da Pró-Reitoria de Planejamento, João Augusto, e teve como palestrantes a Coordenadora de Eventos da Proexae (Inova UEMA), Áurea Ribeiro, o coordenador do Núcleo de Inovação Tecnológica da UEMA, Antônio Vasconcelos e do representante da Associação Maranhense de Startups, João Silva, que falaram empreendedorismo, inovação, financiamento e possibilidades de desenvolvimento na Universidade.

Durante a tarde foi realizada uma terceira rodada de diálogos, com o tema “Captação de Recursos na UEMA”, que contou com a participação do Diretor do Centro de Estudos Superiores de Imperatriz, Paulo Catunda, que falou sobre captações com a iniciativa privada; do professor do Programa de Pós-Graduação em Agroecologia, Emanuel Moura, que tratou sobre captações em editais públicos; do Presidente da Fapema, Alex Oliveira, que fez uma crítica dos fatores de sucesso e insucesso da Captação da UEMA nos últimos editais da Fapema e do Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Marcelo Cheche, a captação da Uema em diferentes fontes financiadoras.

Para encerrar o workshop foi realizado a oficina “O mapa da captação de recursos na UEMA”, onde o Pró-Reitor de Planejamento da Uema, Roberto Serra apresentou as potencialidades da Universidade, propostas de projetos e a submissão da minuta de Resolução sobre Captação de Recursos na UEMA.

O evento contou ainda com a participação do Vice-Reitor, Walter Canales Sant’ana, da Pró-Reitora de Graduação, Andrea de Araujo, do Pró-Reitor de Administração, Gilson Martins Mendonça, de diretores de Centro, de curso e professores.

Compartilhar.